Afonso Cruz no Festival Utopia

O autor Afonso Cruz, estará presente no Festival Utopia.

Reconhecido por romances como «Jesus Cristo Bebia Cerveja», «Para Onde Vão os Guarda-Chuvas» e «Os Livros Que Devoraram o Meu Pai». No festival contribuirá como o criador de uma obra inédita, no qual será combinada música, imagem, texto e performance.

O espetáculo terá lugar no Espaço Vita, na Capela Imaculada. A estreia é dia 3 de novembro, às 22 horas. O espetáculo repete-se na noite de dia 4, às 21:30.

Será um  espetáculo que explora o fim do mundo individual e coletivo, tanto através da geografia como do tempo. Recorrendo a uma narrativa multidisciplinar, a peça mergulha em questões sensíveis, como a extinção dos povos indígenas (em particular os povos nómadas de Magalhães, como exemplo de extinção colectiva) e a dor da perda de um filho — vista também como um fim de mundo, em que Darwin será um dos protagonistas da narrativa, juntamente com um indígena fueguino que foi comprado por um botão), passando pela desumanidade dos zoos humanos, a ditadura, a devastação da natureza e a exploração desenfreada dos recursos naturais, e, sobretudo, humanos. A perspectiva global é entrelaçada com histórias íntimas, de quem enfrenta a perda trágica, a dor da ausência, fazendo uso da palavra, mas também da música, da imagem e da dança. 

Partilhar: