Viajar com Maria Ondina Braga no Utopia

Viajar com Maria Ondina Braga é um passeio literário, integrado no Festival Literário Utopia, para conhecer a cidade e uma das suas mais marcantes escritoras.

“Eu teimo na minha terra: as ruas de Braga, cada esquina, cada pedra, quase um a um, vou transpondo os passeios estreitos das ruas velhas, tortas, a brancura das avenidas, as lojas, as igrejas, os largos. Ando por lá peregrinando. É noitinha, e os sinos a Trindades tantos sinos, meu Deus! Os pardais esvoaçam, murmurantes, nas tílias do jardim. Ando por lá e ninguém dá conta. Que coisa boa!”
(Estátua de Sal, 3ª ed., pág. 130)

Maria Ondina Braga (1922–2003) foi uma proeminente escritora portuguesa conhecida pelas suas contribuições para a literatura, especialmente nos géneros de ficção e poesia. Nascida em Braga, cresceu durante um período de acentuada mudança política e social em Portugal, e sua escrita frequentemente refletia as observações que fazia sobre a sociedade e a sua exploração das emoções humanas.

Ao longo da sua carreira, Maria Ondina Braga publicou inúmeros romances, contos e coleções de poesia. Recebeu reconhecimento e prémios pelas suas conquistas literárias, contribuindo para o rico panorama da literatura contemporânea portuguesa. As suas obras continuam a ser apreciadas pela linguagem poética, profundidade emocional e exploração de temas universais.

Maria Ondina Braga levou um estilo de vida modesto e frugal, optando por dedicar uma parte significativa do seu tempo ao trabalho de tradução. A cada três meses dedicados à tradução, reservava um mês para a sua verdadeira paixão: a escrita.

Em 1982, Braga reconheceu que o seu modo de vida estava a tornar-se cada vez mais raro, refletindo os tempos em mudança. Apesar desses desafios, o seu compromisso com a literatura permanecia inabalável.

Junte-se a nós no passeio literário “Viajar com… Maria Ondina Braga”.

Partilhar: